Brasão da FCB

Museu da caça


Pormenor do museu

O Museu da Caça representa um importante núcleo museológico quer pela qualidade e quantidade dos objectos expostos, como pela originalidade do projecto que lhe deu vida dentro do panorama nacional. Recentemente criado, foi efectuada a simbiose entre espaços arquitectónicos carregados de história e importantes pelo seu valor artístico intrínseco e as colecções que aí se decidiu expor.

Patente no Castelo de Vila Viçosa, está a colecção que o Eng. Manuel Lopo de Carvalho, antigo membro da Junta da Casa de Bragança, aqui depositou e que a Fundação por sua vez se obrigou a expor condignamente.

Esta colecção de espécies venatórias foi recentemente doada à Fundação pelos herdeiros do colecionador. O conjunto inclui numerosas aves europeias e troféus de caça de origem africana, bem como alguns exemplares provenientes das colecções reais, como o crânio de elefante pigmeu. Painel com armas africanas

O grande núcleo de artefactos indígenas (cerca de 200 exemplares) foi constituído por membros da Família Real. O conjunto mais numeroso, constituído por armas cerimoniais, provém de Moçambique e Angola e foi oferecido quando da viagem às antiga colónias ultramarinas do Príncipe D. Luís Filipe, em 1907.

A colecção de armas de fogo integra numerosos exemplares de carabinas de caça e peças que estiveram associadas a excursões científicas do rei D. Carlos: canhões arpoeiros e pateiras.